Chamada de comunicações

Afetando todos os domínios da vida em sociedade, a comunicação é hoje um fenómeno profundamente vinculado à expressão e definição das culturas contemporâneas. Nas relações interpessoais como nas dinâmicas de grupo e de comunidades, a comunicação e os média tornaram-se agentes de construção e reconstrução social, histórica, económica, política e cultural. São, no caso das comunidades lusófonas, interfaces de expressão identitária e comunicação intercultural. O cruzamento de olhares, o confronto de ideias, a construção de argumentos e reflexões sobre o passado e o presente das lusofonias, e o papel dos média neste processo, estão, por isso, no cerne do debate que o Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade propõe para o III Congresso Internacional sobre Culturas.

A comissão organizadora convida a comunidade científica de ciências sociais e humanas, das artes e das letras, para participar neste encontro que cruza a comunicação e as culturas na perspetiva dos estudos culturais e lusófonos. Serão, neste sentido, bem acolhidas propostas que procurem promover o debate sobre narrativas lusófonas, políticas da língua e da comunicação, identidades e diversidade cultural, práticas e discursos mediáticos e memória e património. As propostas poderão ser submetidas aos seguintes grupos de trabalho:

Comunicação e arte
Coordenadoras: Anabela Gradim, Helena Pires e Mirian Tavares
O grupo de trabalho propõe refletir sobre a relação entre os meios de comunicação, a política e a sociedade, explorando os usos e as potencialidades da produção imagética e artística, a conceptualização da arte digital, e a relação entre a comunicação, a arte e a cultura.

Comunicação, moda e estilos de vida
Coordenadoras: Catarina Moura, Renata Pitombo e Zara Pinto Coelho
O grupo de trabalho pretende lançar um olhar interrelacional sobre a moda, a cultura e a comunicação, destacando a dimensão artística da moda, a partir das potencialidades que fazem da criação um campo de construções/invenções dos estilos de vida e modos de estar no mundo.

Cultura ambiental e discurso dos média
Coordenadores: Anabela Carvalho e José Azevedo
Com um enfoque nas preocupações dos países desenvolvidos nas questões ambientais, este grupo acolhe propostas que tenham por objeto o discurso dos média sobre as alterações climáticas e sustentabilidade ambiental. Podem inscrever-se neste domínio comunicações sobre a cobertura jornalística de assuntos relacionados com a cultura ambiental e o papel dos média na promoção cidadania ambiental.

Cultura e desenvolvimento
Coordenadores: Edilene Matos, Elizabeth Loiola e Paulo Miguez
Este grupo de trabalho acolhe propostas sobre a relação entre cultura e desenvolvimento, tais como: estudos sócio-económicos da cultura, economia da cultura, economia criativa, indústrias criativas, cidades criativas, indústrias culturais, indicadores culturais, estatísticas culturais, diversidade cultural e desenvolvimento, consumo de bens e serviços culturais, comércio internacional de bens e serviços culturais, cultura e propriedade intelectual.

Culturas do tempo, mobilidades e imaginários sociais
Coordenadores: Emília Araújo e Pedro Andrade
Neste grupo de trabalho são acolhidas propostas que analisem a temporalidade dos dos processos de reconfiguração social da cultura, particularmente as perceções e os usos do tempo, os aspetos relacionados com as mobilidades, a mobilização tecnológica do humano, a perceção dos riscos e da insegurança, as mitopoéticas das redes de sociabilidade, as mobilidades virtuais e os novos imaginários sociais.

Cultura visual
Coordenadoras: Manuela Penafria, Maria da Luz Correia e Rita Aragão
Este grupo de trabalho procura reunir os investigadores que, em diferentes domínios disciplinares, se ocupam das imagens, promovendo a troca de experiências e a partilha de projetos no âmbito dos estudos da cultura visual. Estudos na área do cinema, da televisão, a história dos média visuais, as práticas sociais dos média visuais, artes visuais e estética, comunicação visual e redes sociais são alguns dos temas explorados.

Estudos pós-coloniais e lusofonias
Coordenadores: José Carlos Venâncio, Lurdes Macedo e Rosa Cabecinhas
São aceites neste grupo de trabalho, propostas que incidam sobre as narrativas relativas a comunidades transnacionais e transcontinentais em espaços geoculturalmente alargados; também as propostas sobre política da língua e da comunicação; e ainda, as propostas que interroguem a complexidade do movimento de interpenetração das culturas, com relevo para o estudo da imprensa colonial e pós-colonial.

Género e sexualidades
Coordenadores: Ana Gabriela Macedo, Fernando Cascais e Silvana Mota Ribeiro 
Este grupo de trabalho acolhe propostas sobre diversidades sexuais e de género. Dentro deste espectro incluem-se, por exemplo, as análises de produtos culturais sobre as representações de género e das sexualidades; a discussão sobre os movimentos sociais, ativismos queer e as políticas públicas, identitárias e pós-identitárias; a representação política e as construções mediáticas das feminilidades e masculinidades.

Indústrias culturais
Coordenadores: Albertino Gonçalves, Linda Rubim e Rogério Santos
O grupo de trabalho acolhe propostas sobre os diversos setores da produção artística e cultural e o seu impacto no desenvolvimento social e económico. Correspondem aos objetivos deste grupo estudos sobre cinema, teatro, dança, museus, galerias, etc..

Média, diversidade e cidadania
Coordenadores: Giovandro Ferreira e Madalena Oliveira
Este grupo de trabalho aceita propostas que explorem o papel dos média na promoção da diversidade e da participação plural dos cidadãos na construção do espaço público. As pesquisas podem ter como objeto os discursos mediáticos, o jornalismo, o serviço público de média e a publicidade.

Média, públicos e literacias
Coordenadoras: João Carlos Correia e Sara Pereira
O grupo de trabalho propõe a discussão sobre as relações dos públicos com os média, tanto em matéria de receção como de compreensão crítica do mundo e da atualidade. Pretende-se também problematizar os conceitos de transmédia e transliteracias, bem como perspetivar as competências de literacia mediática e horizontes na educação para os média.

Memória cultural e património
Coordenadores: Rita Ribeiro e Urbano Sidoncha
O grupo de trabalho propõe refletir sobre a construção da memória cultural na interação dos públicos com artefatos, objetos, celebrações, símbolos e filmes; sobre a análise de produtos e acontecimentos que podem desencadear a nossa memória, como festas, rituais, guerras, histórias e textos; e, ainda, sobre o património artístico e cultural, por exemplo, os conteúdos de monumentos, museus, bibliotecas, arquivos e instituições.

Políticas de comunicação, arte e cultura
Coordenadores: José Roberto Severino e Manuel Gama
Este grupo de trabalho aceita propostas que explorem as políticas de produção, difusão e gestão da comunicação e da cultura. São ainda adequadas a este grupo propostas que reflitam sobre as medidas públicas orientadas para o desenvolvimento cultural e artístico.

Políticas e Gestão Culturais
Coordenadores: Albino Rubim e Laura Bezerra
Acolhe trabalhos teórico-conceituais e/ou analíticos sobre políticas culturais que tratam de diversas dimensões, tais como: noções utilizadas; formulações, ações e objetivos; atores envolvidos; públicos pretendidos; recursos humanos, materiais financeiros e legais acionados; sistematicidade, interfaces e transversalidades. Abrange políticas para a criação, difusão, circulação, cooperação, reflexão, preservação, receção, produção e gestão da cultura.

Saúde, cultura e média
Coordenadores: Felisbela Lopes, Nuno Sousa e Pedro Morgado
A noticiabilidade em matéria de saúde é um dos principais eixos deste grupo. Aceitam-se neste contexto propostas de trabalho que versem sobre jornalismo de saúde, o papel dos média na promoção de comportamentos saudáveis e o desenvolvimento de uma cultura de saúde e bem-estar.

Tecnologia e redes sociais
Coordenadores: João Canavilhas, Luís António Santos e Messias Bandeira
O grupo de trabalho acolhe propostas que analisem aspetos relacionados com as políticas e práticas do uso das tecnologias e das redes sociais no mundo lusófono. Têm também enquadramento neste grupo propostas que discutam o impacto das tecnologias de comunicação na redefinição de linguagens e modos de interação social.

Universidade, Transferência de Conhecimento e Cultura da Empresa
Coordenadores: Adriano Sampaio, Nuno Moutinho e Teresa Ruão
Neste grupo são bem acolhidas propostas que discutam a aproximação das universidades e das empresas, numa lógica de transferência de conhecimento e de responsabilidade social. Com enfoque no imperativo de impacto social da investigação científica, este grupo acolhe propostas sobre comunicação organizacional, comunicação de ciência e cultura científica.

 

Instruções de submissão
Os resumos terão uma extensão máxima de 500 palavras, devendo ser enviados através do formulário disponível no site do evento. As propostas de comunicação deverão ser submetidas em Português.

Cada participante só poderá assinar no máximo duas propostas, uma como autor e outra como coautor.

O prazo para o envio de resumos foi prorrogado até ao dia 30 de abril; a notificação sobre a aceitação das comunicações será realizada até ao dia 31 de maio de 2017.

Para questões relacionadas com o envio de propostas, por favor, contacte: 3congressoculturas@gmail.com

Deste congresso resultará a publicação de um livro de atas em formato eletrónico com as comunicações apresentadas no âmbito do programa científico.

 

Organização:
Centro de Estudos em Comunicação e Sociedade da Universidade do Minho

 

Contactos:

website: www.3congressoculturas.pt | e-mail: 3congressoculturas@gmail.com

Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade

Instituto de Ciências Sociais, Universidade do Minho (Braga, Portugal)

Comments are closed